Garuva


00-topo
Após me despedir da Dri, do Fernando e da Wayna, peguei a estrada. Saí de Curitiba numa linda tarde de sol.

 

Acabei esticando demais a pedalada: foram 92km de asfalto.

BR-101

BR-101

Devido ao peso da bike, senti a perna esquerda em alguns momentos e finalmente cheguei a Garuva, minha primeira cidade no Estado de Santa Catarina.

Eram quase 20h e dei a sorte de encontrar uma quitanda aberta. 3 bananas e 3 poncãs por R$ 1,50.

Cheguei ao Corpo de Bombeiros, expliquei sobre o projeto e fui muitíssimo bem recebido. Eles permitiram que eu acampasse na garagem. Tomei um banho quente e fui dormir às 21h.

DSC00062-blog
Meu saco de dormir garante proteção sob 0 grau C, mas por precaução utilizei também um liner, que é uma espécie de lençol que vai dentro do saco de dormir e aumenta a temperatura em até 15 graus C.

Pela manhã, me serviram um ótimo café da manhã e ainda me ofereceram um lanche para levar na viagem. Que simpatia!

Conversamos bastante, trocamos experiências e pontos de vista. E ouvi o seguinte de um dos bombeiros:

Tu não és humano. Tu és um anjo que passa pelos lugares para abrir a mente das pessoas“.

BC Bruno, SD Alamir e BC Batista

BC Batista, SD Alamir e BC Bruno

Foi para refletir.

DSC00072-blog

BC Bruno, CB Araújo, SD Urbano, SD Paulo e BC Batista

Agradeci a todos, parti e fui procurar um link de internet para começar a trabalhar.

Conheci o sr Jacó, da Sorveteria Bona. Ele me tratou muito bem e cedeu o link. Tirei algumas fotos com sua sobrinha e seus amigos.

DSC00073-blog

IMG-20160610-WA0003

Antes de sair fui abordado por um rapaz de Santos/SP e que está em Garuva há 20 anos. Gente fina!

 

À tarde seguirei para Joinville, onde serei hospedado pelo casal “Fátima & Fantor Borges”. Obrigado, Garuva!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *