Timbó 20



Penso que a maior parte das glórias humanas tem início e fim, e afirmo: a minha glória foi ter amigos perto de mim. Yeats

O principal motivo para eu vir a essa bela cidade foi a chance de reencontrar minhas amigas Flavia e Soraya.

Chovia em Blumenau e a Flavia me buscaria às 17h pois a estrada molhada é perigosa para pedalar, mas sinceramente essa ideia me incomodava. O próximo passo seria ela cortar o meu bife.

Eis que vejo uma camionete com placa de Timbó parando em um posto de combustível. Conversei com o motorista, o seu Cristóvão, que prontamente aceitou me dar uma carona. Conheci a sua esposa, dona Ana, que havia passado por uma cirurgia recentemente e já estava ótima.

Chegando na cidade fui recebido pela Flavia, que já quis testar a magrela.

Ela atua na gestão do turismo em Timbó e seu trabalho é notável. Comunicativa e alto astral, ela é do giro!

Deixei a bike em sua casa e saímos para almoçar – o feijão já havia acabado no restaurante – e o tamanho do prato foi proporcional à história contada por essa querida pessoa.

Passeamos pela cidade e visitamos a Giro 29 Bike Center, uma ótima loja e oficina de bicicletas. Lá conheci o Sergio Bernardi, que além de contar uma história hilária a respeito da sua atuação como gerente bancário, também me presenteou com uma linda camiseta:

Conheci a família da Flavia – gente acolhedora e de sorriso fácil. A Neide, sua mãe, tem grandes asas e o maior prazer em ajudar. A irmã o cunhado compõe, junto ao recém chegado Luca, um belo time.

Só não gostei da cachorra branquinha pois não é de bom tom encarar alguém, ainda que ame essa pessoa. Ela também havia sido operada há pouco tempo e logo estará bem.

À noite jantamos em Pomerode, a mais alemã das cidades brasileiras, onde tive o prazer de conhecer a Sueli e a Bea, além de reencontrar a Soraya, minha grande amiga e justamente quem me hospedaria em Timbó. Faltou a foto na pizzaria, mas certamente está tatuada em nossas memórias.

Foto: Daniel Zimermann

Foto: Daniel Zimermann

A Sueli é campeã no Bolão (Kegeln), um esporte de origem alemã e um pouco parecido com o Boliche. Ela também é muitíssimo bem humorada, simpática e deixará saudades.

Soraya e Sueli

Soraya e Sueli

Meus dias em Timbó foram muito agradáveis. A Soraya adora bicicleta e pedalamos pelas estradas de terra do Vale Europeu, essa lindíssima região colonizada por alemães, italianos, austríacos, poloneses e portugueses.

Bairro Dona Clara – Timbó/SC

Além de pedalar bem, ela conhece lugares incríveis na região. Em Doutor Pedrinho, presenciei sua voracidade à mesa – um pedaço imenso de carne se desmaterializou em poucos instantes. Segundo ela, esse apetite feroz tem relação com seu tipo sanguíneo. Vivendo e aprendendo 🙂

Rio São Benedito - Doutor Pedrinho

Parte superior da Cachoeira do Paulista – Doutor Pedrinho/SC

Em seu apto fiquei muito à vontade e pudemos compartilhar ótimos momentos. A Soraya é muito atenciosa e faz de tudo para deixar as pessoas felizes – ela realmente é da luz. Realmente é uma amiga e sempre me lembrarei dela com gratidão e respeito por sua humanidade, respeito, receptividade e alegria.

Conheci também a Dalva, mais uma amiga. Ela ama os animais e tem uma busca pelo conhecimento e pela arte.

Visitei o Arquivo Público Municipal de Timbó, onde o passado da cidade e região está registrada em documentos e fotos.

Lá tive uma conversa estimulante com o Elmir Bertram, historiador e responsável pelo local. Ele compartilhou informações sobre a cidade, contou sobre os problemas enfrentados pelo depto e me enviou duas fotos bem interessantes:

Preciso partir, mas certamente sentirei saudades desse lugar – onde eu moraria com o maior prazer.

Sinto a obrigação de demonstrar com algo especial o acolhimento que recebi em Timbó.

Mas dadas as condições em que viajo – de bicicleta – só me resta a palavra como recurso de expressão afetiva.

Fica a minha gratidão a vocês que abriram para mim as portas de suas casas, as suas famílias e as suas vidas. Que, acima de tudo, confiaram em alguém que até poucos dias era um total estranho. E que apoiaram de todas as formas o meu projeto, os meus sonhos.

Às amigas e familiares que também demonstraram amabilidade e simpatia em todos os momentos.

Sigo agora o meu caminho e levarei vocês no coração por todos os lugares. E com fé que nos encontraremos novamente pelas estradas da vida.

Muito obrigado e que Deus continue brilhando dentro de vocês.

Beijos, abraços, até breve!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 thoughts on “Timbó

  • Geovani

    Mais um bom dia p vc Rubens.
    Acompanhando sua jornada quase que todos os dias, ateh sinto como se estivesse viajando e conhecendo as pessoas c vc.
    Amigo, nao desista nunca, saiba que por cada pessoa que vc passa e conhece eh mais uma torcendo por vc e seguindo o seu caminho.
    Mesmo que a distancia vai aumentando sempre estaremos pertinho de vc, lendo suas histotias fiarias e viajando contigo.
    forte abrç

    • Factivel Autor do post

      Bom dia e muito obrigado pelo empurrão, Geovani! Um fato real sobre viajar sozinho é que você só fica sozinho se optar por isso, pois há muita gente legal e interessada em compartilhar a vida com você. É realmente uma experiência transformadora. Grande abraço e vamos nessa!

    • Factivel Autor do post

      Grande Alfredo! Muito obrigado, meu amigo. Você é um parceiro dos esportes, nos divertimos juntos no pedal. E vamos sim, quando você terá um tempo? Abraços

  • Lélia Rizzo de Oliveira

    Rubinho, fico feliz por compartilhar com a família e os amigos as informações sobre seus passeios, relatando a ótima acolhida que seus amigos lhe têm proporcionado. Gente do bem, iluminada, sensível e acolhedora. Vai registrando todos esses relatos, com várias fotos, tão belas, como tem feito até aqui. No final, vc terá um belíssimo livro de aventuras sobre a sua viagem. Quero continuar acompanhando suas aventuras. Quando voltar, depois de algum tempo, com certeza será uma outra pessoa, mto mais iluminada e rica em experiências.
    Agradeço a todas as pessoas que o tem acolhido com tanto carinho. Continue atrás de seu sonho, Rubinho, estamos torcendo mto por vc!!! Abs, bjs e até a volta.

    • Factivel Autor do post

      Aquela história de que a felicidade só é real quando compartilhada… E realmente estou sendo abençoado demais por uma legião de pessoas especiais. Vamos em frente que a vida é ligeira. Sobre ser outra pessoa, já sou 🙂 Abraços, beijos e até breve! Obrigado por tudo.

  • Sérgio Luciano Bernardi

    Grande RUBENS “!!!!!
    Satisfação receber amigo em nossa loja, a Giro 29 Bike Center deseja que você realize uma viagem abençoada !!!! Com muitos
    registros e belas historias para compartilhar !!!! Que deus guie teus caminhos muita Paz e Bem !!!!

    • Factivel Autor do post

      Grande, Sérgio! O gerente de banco mais jovem da história! risos. Muito obrigado por compartilhar sua história e agir na motivação que é tão importante em todas as jornadas. Abraços, amém e nos vemos na estrada!

  • Thais Peres

    Bom…Primeiramente parabéns atrasado! tentei falar com você pelo whats, mas acho que me bloqueou sem querer…kkk..ou melhor…..risos….E segundo Rubinho, te desejo tudo de melhor do mundo e acho que isso vc está aprendendo a tirar! tirar o melhor que a vida pode te dar! Estou com vc em pensamento! abraço enorme!

    • Factivel Autor do post

      Olha ela aí 🙂
      Muito obrigado pela torcida. Você sabe que mesmo à distância eu tenho muito carinho por ti. Afinal, não tenho tantas irmãs… risos
      Abraços e tira uns dias para me acompanhar além do pensamento.
      Até, obrigado!

      • Thais Peres

        Bom, fui demitida again! kkk…mas aprendi e dessa vez encarei como oportunidade! Se passar por Rio Preto, já sabe! tem duas irmãs por aqui! bjo e boa pedalada!

        • Factivel Autor do post

          Há de haver algo bom nisso 🙂
          Já estou de olho em algo ou tirará uns dias para descansar? Quer vir pedalar?
          Sobre Rio Preto, o Sudeste ficou para trás, estou em Santa Catarina. Quem sabe na volta ou vocês vem até aqui, que tal?
          Beijos, até.

          • Thais Peres

            Depois que eu escrevi que vi teu roteiro…kk..Vou estar no Peru em 13 de agosto, mas acho que até agosto vc não chega lá né? e pelo roteiro, não vai adentrar…vou ficar em Cuzco e MachuPiccho…Muita coisa muda em seis meses! Vamos nos falando! to te seguindo! bjão!

          • Factivel Autor do post

            De fato o roteiro não é rígido, Thais. Mas no ritmo da bike será impossível chegar lá até agosto… risos. Aproveita bem a viagem, todo mundo diz que é um lugar mágico. Beijos!

  • Flavia Cipriani

    Foi um prazer nosso receber você por aqui…você partiu e já deixou saudades! Nós desejamos que tua viagem seja cheia de pessoas que te transmitam muito amor e serenidade para você continuar essa trajetória. Vai com DEUS! Bons voos nesse mundão!! Beijão da Cipri, Neide, Máira, Lucca, Willian e a branquinha que xonou em vc…rsrsrsrsrs

    • Factivel Autor do post

      É, a ampulheta permite que a areia corra rápido demais e isso não é justo! Muito obrigado, querida família. E levarei vocês comigo na garupa! Flavinha, Neide, Máira, Lucca e Willian. A Branquinha ficará pois não foi com a minha cara 🙂 Até breve, saudades! – Ah, e que pena não ter conhecido o pai!

  • Lélia Rizzo de Oliveira

    Rubinho, leio novamente seu relato de aventuras e me emociono com seu entusiasmo. Como estou fora de S.Paulo, em Floripa, não tive notícias suas recentemente. Espero que estejas bem, se relacionando e fazendo novos amigos. Vou mostrar ao Edu esse site, pois penso que ele ainda não viu. Mto boa sorte na sua jornada!!! Mto juízo e todo cuidado nas estradas. Grande abraço. Sua tia Lélia

    • Factivel Autor do post

      Que bom você poder sentir a mesma emoção que eu estou sentindo, tia. As histórias são reais, as pessoas também, e isso cria um ambiente muito favorável à amizade, à troca de experiências. Mostra sim, espero que ele goste. E juízo é o que não falta, fica em paz de espírito. Abraços!